Best Cars Web Site
Comparativo Completo
Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Corsa: motor potente e mais suave na linha 2006, rodas de 14 pol, suspensão firme e não muito confortável

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

C3: bom desempenho apesar da menor cilindrada, rodas de 15 pol e um acerto de suspensão muito bom

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Palio: o mesmo motor do Corsa com mais potência, rodas de 14 pol e suspensão firme, exclusiva do 1.8R

A vantagem do motor de maior cilindrada, portanto, é razoável em torque mas inexpressiva em potência. A GM procedeu a uma reforma em seu motor para este ano (saiba mais sobre técnica), o que atenuou em muito sua conhecida aspereza em alta rotação. Ficou bom, mas não tanto quanto o do C3, que brilha com seu funcionamento suave (embora um pouco menos ao rodar com álcool) e tem a melhor absorção de ruídos mecânicos, audíveis em excesso de dentro do Corsa. No 1.8R o pequeno encurtamento do diferencial (em 3%) acentuou sua já elevada rotação em viagem, que incomoda um pouco, embora seja aceitável pela proposta esportiva.

O bom torque em baixa dos modelos de 1,8 litro reflete-se em agradável agilidade, com respostas sempre prontas que, na maioria dos casos, dispensam reduções de marcha para uma retomada em meio ao trânsito. O C3 está longe de decepcionar nesse quesito, mas ficou para trás em aceleração e retomada na simulação de desempenho do Best Cars. O Palio foi o mais brilhante nesses aspectos, além de obter maior velocidade máxima por pequena margem. Por outro lado, o Fiat perdeu em todas as condições de consumo, em que Citroën e Chevrolet partilharam a liderança (veja os números e a análise detalhada).

Os três carros têm bom comando de câmbio, com destaque para o C3, que também tem o engate da marcha à ré mais fácil, sem uso de anel-trava. Este é necessário no Corsa, pela posição junto à primeira, mas deveria ser removido do Palio, que tem bloqueio interno para evitar engate involuntário. O Citroën possui os melhores freios, com sistemas antitravamento (ABS) e de assistência adicional (apenas o primeiro é disponível também no Palio), e uma excelente direção com assistência elétrica, levíssima em baixa velocidade e com peso correto em alta. Os demais usam sistema hidráulico e, se agradam na estrada, não conseguem ser tão confortáveis nas manobras.

A suspensão recalibrada do 1.8R em relação à do Palio HLX (saiba mais sobre técnica) resultou em bom acerto para a proposta da versão: sem gerar desconforto com molas duras demais, ganhou amortecedores firmes, o que sempre faltou às demais versões. Nota-se o rodar bem controlado, que transmite confiança ao tomar as curvas rapidamente, em especial em uma seqüência delas. Só ficou um pouco "seco" em lombadas, que os outros Palios transpõem melhor. No XTR e no SS não há novidades: permanecem firmes e muito estáveis, mas o Corsa poderia ser mais confortável em pisos irregulares.

Os sistemas de iluminação são muito bons, com faróis de duplo refletor e superfície complexa e unidades de neblina à frente e (exceto Palio) atrás. Só o C3 vem com repetidores laterais das luzes de direção e retrovisor esquerdo convexo, bem melhor que o plano dos demais. O Corsa fica devendo a terceira luz de freio (presente nos adversários) e o ajuste elétrico do facho dos faróis, que a versão Premium 1,8 possui. Este último item também foi eliminado no C3 2006, assim como o ótimo comando no painel para as travas infantis das portas traseiras — em que era exclusivo na produção nacional. A visibilidade é boa nos três, um pouco menos no XTR por causa das colunas dianteiras.

A Citroën inclui de série bolsas infláveis frontais, enquanto a Fiat oferece como opcionais tanto essas quanto as laterais, e a GM, nenhuma bolsa nesta versão. Os três possuem apenas dois encostos de cabeça e cintos de três pontos na traseira. Continua

Avaliações - Página principal - Escreva-nos

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados - Política de privacidade