Best Cars Web Site
Supercarros

Caixa de surpresas

Clique para ampliar a imagem

A Audi aperfeiçoa mais uma velha idéia e coloca no TT
de motor V6 uma transmissão manual pré-seletiva

Texto: Fabrício Samahá - Fotos: divulgação

Quando chegar ao mercado, em meados do próximo ano, a nova versão do Audi TT marcará uma segunda fase para o cupê esporte da marca de Ingolstadt. Lançado em 1998, ele finalmente passa a oferecer um motor de seis cilindros, comum nos modelos similares de outros fabricantes de prestígio, como BMW Z3, Z3 Coupé e Z4, Porsche Boxster e Mercedes-Benz SLK. Mais a novidade mais surpreeendente do TT 3.2 Quattro é a Direct Shift Gearbox (DSG), ou caixa de câmbio de engate direto, uma transmissão manual pré-seletiva -- e inovadora.

Clique para ampliar a imagem Clique para ampliar a imagem

Similar ao do Golf R32, o motor V6 de 3,2 litros adota recursos para uma melhor
distribuição de torque, incluindo uma válvula de restrição no escapamento

O motor V6 do novo TT é similar ao apresentado no carro-conceito Steppenwolf, no Salão de Paris de 2000, e lançado em setembro último no Golf R32. Trata-se de uma versão majorada de 2,8 para 3,2 litros do VR6, o "V6 em linha" do grupo Volkswagen AG, assim chamado por seu reduzido ângulo (15°) entre as bancadas de cilindros -- o que o deixa compacto em comprimento e permite a instalação transversal em cofres de carros médio-pequenos como estes.

O 3,2-litros traz recursos como comandos de válvulas com variação contínua para admissão e escapamento, coletor de admissão de geometria variável, acionamento indireto das válvulas com roletes (saiba como funciona) e alta taxa de compressão, 11,3:1. O escapamento possui uma válvula que se abre ou se fecha de acordo com a rotação. Com tudo isso, se a potência máxima de 250 cv é apenas mediana (78 cv/l), o torque impressiona: 32,6 m.kgf presentes já a 2.800 rpm.

Clique para ampliar a imagem Clique para ampliar a imagem

Por trás do volante, as "borboletas" de troca de marcha, que podem ser feitas com
aceleração total sem trancos -- mas o tempo de 0 a 100 km/h é o mesmo do 1,8 turbo

Como de hábito em diversas marcas alemãs, que firmaram um acordo com o governo local, a velocidade máxima está limitada em 250 km/h pela central eletrônica. E decepciona a aceleração de 0 a 100 km/h em 6,4 s, mesma marca da versão 1,8 turbo de 225 cv, que deve permanecer como opção para mercados onde cilindrada representa impostos. A razão de não ter havido ganho é o peso provavelmente maior do motor V6, não divulgado.

Duas ao mesmo tempo    Para compensar o desempenho apenas adequado aos cavalos que traz sob o capô, o TT 3.2 Quattro inova na transmissão. A Direct Shift Gearbox não é apenas um nome diferente para uma caixa manual automatizada, já conhecida de marcas como BMW (Sequential Manual Gearbox, SMG), Ferrari, Alfa Romeo (Selespeed), Maserati (CambioCorsa) e Opel (Easytronic). A nova caixa manual da Audi, de seis marchas, trabalha com duas embreagens multidisco, o que permite selecionar duas marchas ao mesmo tempo. Continua

Supercarros - Página principal - e-mail

Data de publicação deste artigo: 23/11/02

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados