Best Cars Web Site Consultório Técnico

por Bob Sharp  

Cut-off: corte de combustível
em freio-motor é real


Eu posso garantir que já li o site INTEIRO! Todas as matérias, consultas de todos os consultórios e nunca vi tanta informação. Também nunca vi alguém que não tenha gostado demais do site. Entro sem falta TODOS OS DIAS!

Já li várias vezes sobre o cut-off da injeção eletrônica que corta o combustível quando se tira o pé do acelerador, usando assim o freio-motor. Isso explica por que usar a banguela não economizaria combustível. Fiz uma viagem de Valinhos até São José do Rio Preto (440 km) a uma média de 100 a 110 km/h. Nas descidas eu colocava a banguela; para que eu fizesse os cálculos de consumo eu completei o tanque até a boca (acompanhei pessoalmente) antes de sair, e chegando lá completei até a boca novamente e dividi os km pela quantidade de litros consumidos. Minha conta foi a seguinte. 440 / 20,3 = 21,6, ou seja, tive um consumo de aproximadamente 21 km/l.

Para comparar, fiz a viagem de volta no mesmo período do dia seguinte (logo cedo), também na média de 100 a 110 km/h, mas sem colocar a banguela, apenas tirando o pé, e meus cálculos foram o seguinte: 440 / 29,5 = 14,9, que confirma que gastei quase 15 km/l. Procurei ao máximo fazer os dois percursos do mesmo modo para não causar diferenças. Se a injeção tem o cut-off, por que tive essa diferença? O carro é um Escort SW 1.8 16V (sem ar-condicionado) e estava na época com 80.000 km. E em viagens mais curtas percebi uma diferença de consumo em outro carro, um Corsa 1.0 MPFI ano 97 com 35.000 km.

César Henrique F. Mazzocato
Valinhos, SP
cesarmaz@ig.com.br

Em primeiro lugar, agradecemos a assiduidade, César. Quanto à consulta: seu carro não pode fazer 21 km/l nesse ritmo de viagem, em que pese a excelência do motor e do veículo como um todo. Talvez seja possível, no plano, entre 60 e 70 km/h. Talvez. Seguramente houve algum engano de enchimento, ou a bomba registrou litros a menos, ou ainda, a gasolina de S. J. do Rio Preto continha bem mais álcool anidro do que a de Valinhos.

O cut-off realmente corta o combustível. O motor apenas fica tentando aspirar ar, mas não consegue por estar a borboleta de aceleração fechada. O consumo de combustível é nulo enquanto perdurar essa condição. Para constatar seu funcionamento, experimente vir em segunda marcha com freio-motor e note o ponteiro do conta-giros caindo. Quando indicar cerca de 900 rpm você percebe que o motor "liga" de novo, que é quando o cut-off deixa de atuar e combustível passa a ser fornecido ao motor novamente.

Se seu carro tivesse computador de bordo e houvesse leitura de litros por hora (que o do Escort não tem), você veria o carro gastar cerca de um litro por hora em situação de marcha-lenta (e de banguela), enquanto na condição de cut-off o consumo é nulo (zero litro por hora ou a maior indicação possível de km/l, em geral 999,9). Não tenha dúvida de que banguela faz gastar mais nos carros que possuem cut-off. Contudo, por qualquer problema, pode não estar havendo corte em seu carro. Faça o teste como indicado acima: se não houver sensação de fim do cut-off, ele está fora de ação.

Página principal - e-mail

Data de publicação deste artigo: 2/2/02

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados